Investigação resulta em condenação de mais de 29 anos em Siderópolis

A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia de Siderópolis, no mês de janeiro do corrente ano, investigou a morte violenta do agricultor de 55 anos, VOLNEI PAGANI, cujo corpo foi encontrado na data de 25 de dezembro de 2015, com perfurações causadas por objeto cortante, nas imediações de uma madeireira, no Bairro Distrito Industrial.
 
    Após mais de 40 dias de investigação e colheira de provas, foi apurado e comprovado que a vítima teria sido vítima de latrocínio, ocasião na qual o suspeito para subtrair certa quantia de dinheiro da vítima, acabou desferindo golpes de faca contra essa.
 
    No curso da investigação, identificou-se o suspeito, V.F., de 27 anos, que posteriormente foi indiciado e preso preventivamente pela mesma unidade da Polícia Civil.
 
    V., na data de 27 de julho do corrente, foi condenado como incurso nas sanções do art. 157, §3°, do Código Penal, (latrocínio) ao cumprimento de 29 anos, 8 meses e 18 dias de reclusãosendo-lhe negado o direito de recorrer em liberdade, pela 1° Vara Criminal da Comarca de Criciúma.
 
    Trata-se da condenação mais severa da história do Município.
 
Colaboração: Frank Willy Vieira