Sistema de monitoramento em Cocal do Sul serve para Siderópolis e outras cidades de SC

FCDL/SC quer incentivar outros municípios a seguir a iniciativa do sul do estado

    
Uma iniciativa do Governo de Cocal do Sul, no sul de Santa Catarina, ganha nesta terça-feira (19), a partir das 20h, no Cocal Esporte Clube, um reforço que também deve garantir mais segurança em todo o estado, com a adesão de outras cidades. O projeto Segurança para Todos do Governo Municipal em parceria com Câmara de Vereadores e Conselho da Cidade e a empresa vencedora da licitação VTech Soluções, entra em uma nova fase com a chegada de 10 novos equipamentos e, até março, recebe mais 22 - desta vez espalhados nos bairros e área rural, para onde foi direcionada a criminalidade. Tudo graças ao sucesso da iniciativa, que reduziu a zero as ocorrências onde já existe a cobertura em vídeo.

Outra novidade é que o sistema de monitoramento foi integrado às polícias e, a partir desta terça-feira (19), os moradores, ao se cadastrarem na empresa de segurança VTECh Soluções, poderão ter acesso também às imagens de suas casas, como também as polícias civil, militar e rodoviária estadual. Antes, para ter uma imagem, as polícias precisavam ir até os estabelecimentos. Agora, o acompanhamento é em tempo real. A empresa desenvolveu uma solução que barateou a instalação das mesmas, pois não utiliza fibra ótica e não é necessário o uso da internet para que funcione.    

Vizinho Solidário- Diante do sucesso da ação, a Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC) quer incentivar outras Câmaras de Dirigentes Lojistas a adotá-lo em seus respectivos municípios. “Vamos fazer um trabalho de convencimento em nossas redes, mostrando este case de sucesso”, afirma Ivan Tauffer, presidente da entidade, se referindo ao projeto Vizinho Solidário, também desenvolvido pela CDL de Cocal do Sul em parceira com a Polícia Militar, Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) e Câmara de Vereadores. A ideia consiste em uma unidade entre vizinhos, monitorando as casas que estiverem sem moradores por determinado período. Além de auxiliar na segurança, ajuda os vizinhos a se conhecerem e manterem uma relação de amizade.  Esse modelo pode ser estendido ao comércio, bancos, entre outros, integrando, por meio da CDL, toda a comunidade.


Fonte: Redação www.portalcocal.com.br