Servidores de Siderópolis aceitam Proposta da Prefeitura

13/06/2013 22:11

Servidores de Siderópolis aceitam proposta da PrefeituraOs servidores públicos municipais de Siderópolis aceitaram, durante assembleia geral realizada na noite desta quinta-feira, a proposta de reajuste salarial apresentada pela Prefeitura. Dos 41 funcionários públicos que compareceram à reunião, 24 aprovaram o reajuste e 17 foram contra. O reajuste aprovado é de 7,16%, correspondente à inflação do período, retroativos a maio e mais 1% em janeiro de 2014.

Segundo o prefeito Helio Cesa, o Alemão, a Prefeitura teve que abdicar de outros gastos para poder pagar ao menos a inflação aos servidores. “Eu estou sem alguns secretários, sem motorista, sem chefe de gabinete. A nossa situação financeira é a pior dos 12 municípios da Amrec e o sindicato viu isso porque nós abrimos os nossos números para eles”, declara o prefeito.

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Criciúma e Região (Siserp), Bárbara Teixeira, confirma que conheceu a folha de pagamento do município e que entendeu que esse era mesmo o máximo que poderia se feito nesse momento, mas que aguardará por uma situação diferente no próximo ano. “Vendo a situação de gastos com a folha de pagamento da prefeitura, realmente não teria como avançar na proposta, a folha já está no limite da receita. Porém, a gente sabe que o prefeito terá que tomar medidas, fazer concurso, demitir os contratados, porque no segundo ano de mandato a conversa vai ser outra. Ele herdou uma folha complicada esse ano, mas nós vamos acompanhar de perto para poder fazer outra negociação no ano que vem”, afirma Bárbara.

“Vamos fazer uma gestão para fazer crescer a receita do município. Estamos ainda na metade do primeiro ano de governo, mas ano que vem queremos poder ofertar mais ao servidor, para deixá-lo mais motivado. O dinheiro do servidor é o que mais fica no nosso município e nós estávamos muito preocupados, mas ficamos felizes que o sindicato entendeu a nossa posição. Agora temos que trabalhar bastante”, finaliza Alemão.

 
Fotos: Divulgação - Textos: Bruna Borges