Estudantes da rede municipal aprendem na teoria e na prática a ter vida saudável

17/10/2014 19:16

Eles trabalharam a importância dos nutrientes de todos os alimentos e das frutas

Para os alunos da rede municipal de Siderópolis as frutas e verduras não são opcionais, todos os dias as crianças fazem refeições balanceadas e, nas salas de aula, aprendem a importância de uma vida saudável. Com o propósito de reforçar a teoria para a prática, alunos e professores promoveram nesta sexta-feira, dia 17, a 1ª Mostra Gastronômica Escolar. A feira é uma ação integrada entre a Secretaria de Educação e a Secretaria de Saúde do município.

A nutricionista da rede escolar, Marcia Moretti explica que a preocupação com os bons hábitos de alimentação e a prática de atividades físicas chega cada vez mais às escolas. “A fase escolar é importante, pois os hábitos adquiridos na infância e na adolescência são levados para a vida adulta”, pontua.

A estrutura da mostra consistiu em quatro tendas, cada uma com um tema e pertencente a uma instituição de ensino. A Escola Miguel Lazzarin ficará responsável pela “Oficina de Sucos”. Já a sua extensão, o CEI Criança Cidadã, trará a “Cesta do Frutolino”. O “Sanduíche da Vez – Cor e Sabor” ficará a cargo da Escola Jorge Bif. E o “Baú da Alimentação Saudável – O Segredo da Salada Agridoce” pertencerá a Escola Aurora Péterle.

Segundo a secretária de Educação, Rosangela Rossa de Souza, o principal objetivo da mostra é reforçar o aprendizado das aulas. “O mais importante é que as crianças passem a dominar o conhecimento científico, assimilando-o de uma forma mais ampla. Elas demonstrarão e entenderão na prática o que aprenderam na teoria”, comentou.

A aula do 7º ano, da escola Miguel Lazzarin, Eugênia Silvana de Souza (12) afirmou que passou a mudança dos hábitos alimentares que aprendeu para os pais. “Já cuidava da minha alimentação, porém, aprendi novas receitas para compartilhar com os pais”.

Sylvia Possamai Dela Kambruzza, 13, do 8º ano também levou para casa o aprendizado da escola. “É uma experiência muito boa e acrescenta ainda mais hábitos saudáveis para a nossa vida”, enfatizou.

A mostra é fruto de uma adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE) e ao Programa Educando com a Horta Escolar e Gastronomia (PEHEG). O primeiro contribui para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção da saúde. Já o segundo utiliza hortas escolares como ferramentas para a prática pedagógica e o incentivo a uma alimentação saudável. “O município aderiu a ambos os programas no ano passado. Neste tempo, fizemos capacitações e as escolas já criaram as hortas com as crianças. Através de atividades diferenciadas, elas aprenderam sobre a preparação da terra e sobre os nutrientes dos alimentos. Agora chegou a hora de promover uma mostra para a comunidade com todo esse trabalho desenvolvido dentro das escolas”, finalizou a secretária.

 
Colaboração: Cris Freitas