Curso de boas práticas de manipulação de alimentos atrai profissionais de vários segmentos em Siderópolis

06/05/2014 20:05

 Profissionais que trabalham no preparo dos alimentos em diversos segmentos empresariais participaram do curso de boas práticas na manipulação de alimentos, nesta segunda-feira à noite, com as profissionais da Vigilância Sanitária e o Setor de Nutrição da Secretaria de Saúde de Siderópolis, no Centro Social Urbano, em Siderópolis.

Durante a capacitação, a nutricionista Rosangele Pavan Salvaro comentou sobre os cuidados com a higiene na manipulação de alimentos são fundamentais para controlar a contaminação, evitando a formação de bactérias e problemas de intoxicação e doenças relacionadas ao consumo dos alimentos. “As mãos são um dos principais focos de contaminação quando pouco higienizadas, por este motivo devemos sempre lavar muito bem as mãos antes de mexer com qualquer tipo de alimento, além de manter unhas bem cortadas e limpas”, pontuou.

Ela ainda acrescentou que as boas práticas na manipulação de alimentos consistem na adoção de uma série de cuidados com a higiene pessoal, do estabelecimento, dos utensílios e entre outras. “Esta série de cuidados é que devem ser seguidos pelos estabelecimentos para garantir a produção de alimentos seguros, evitando assim a ocorrência de doenças provocadas pelo consumo de alimentos contaminados”.

Já a técnica da Vigilância Sanitária, Josieny Bonassa destacou a missão do setor que é promover e proteger a saúde da população e articuladas com apoio técnico, fiscalização, supervisão e avaliação. “O papel da vigilância é regularizar estabelecimentos e prevenir a ocorrência de agravos à saúde, sendo a orientação e educação as principais ferramentas. Verificar se os estabelecimentos que produzem, comercializam e prestam serviços na área de alimentos estão funcionando conforme as leis sanitárias específicas, e se os alimentos são seguros”, finalizou.

O prefeito de Siderópolis, Helio Cesa, o Alemão afirmou que a capacitação é de extrema importância para desenvolver um conjunto de ações capaz de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde. “Todos aprenderam um pouco de o controle de bens de consumo que, direta ou indiretamente, se relacionem com a saúde pública. E todos os processos de beneficiamento primordiais da produção ao consumo.”

 

Colaboração: Cris Freitas