A hora de pensar no futuro da nossa água é agora

12/02/2015 21:34

Desde que o Sistema da Cantareira, o principal sistema de abastecimento de São Paulo, entrou em crise, os brasileiros têm dado mais atenção para o fato de que a água é um recurso esgotável. Porém, mesmo tendo empatia com a escassez vivenciada pelos paulistanos, a maioria de nós não abre mão dos seus hábitos nada responsáveis quando o assunto é economia deste recurso hídrico. O Brasil, rico em rios e lagos, não está acostumado a essa realidade, que exige sacrifício individual pelo bem coletivo.

É assustador imaginar que o retrato árido do sertão nordestino possa chegar às grandes cidades. O fato é que a atual crise veio para ficar, segundo Gabriela Yamaguchi, gerente de comunicação do Instituto Akatu, instituição que atua na promoção do consumo consciente. “Esse cenário não vai ficar só em 2015. Devemos permanecer pelo menos dois anos com pouca chuva. Portanto, a situação dos reservatórios não vai melhorar no curto prazo”, afirma.

Mesmo longe geograficamente da crise, o Comitê Araranguá tem intensificado suas ações de sensibilização quanto ao uso consciente da água. Em 2014 deu início a uma campanha infantil de educação ambiental voltada aos recursos hídricos, para que nossas crianças tornem-se adultos educados quanto ao uso deste recurso. Outra ação que tem recebido elogios é a instalação de outdoors nas principais cidades da bacia com a frase "A hora de pensar no futuro da nossa água é agora".

Para a engenheira ambiental e consultora do Comitê, Michele Pereira da Silva, existem motivos fortes que justificam o quadro atual, começando pelo clima, já que chove menos que o esperado desde 2014; o acúmulo de pessoas nas metrópoles; a negligência das autoridades que não atentaram para a crise e a falta de conscientização e de hábitos sustentáveis da população.

 

COMO POSSO ECONOMIZAR ÁGUA?

- Preste atenção em hábitos diários;

- Reduza o consumo ao máximo;

- Tome banho de no máximo cinco minutos;

- feche a torneira enquanto escova os dentes, faz a barba e lava a louça;

- Reaproveite a água da chuva, da máquina de lavar roupa;

- Lavar carros, calçadas, pátios, somente com a água da chuva;

- Para os donos de estabelecimentos, vale trocar copos de vidro pelos de plásticos;

- Estimule os familiares e colegas para aderirem às atitudes sustentáveis.

 

Texto e Foto: Michele Fernandes Bonilla