Turismo de Aventura e Ecoturismo devem alavancar economia dos municípios em torno da reserva do Aguaí

05/08/2013 19:28

O Instituto Alouatta está concluindo um pré-diagnóstico das potencialidades dos cinco municípios  -Siderópolis, Treviso, Morro Grande, Bom Jardim da Serra e Nova Veneza- em torno da reserva biológica do Aguaí para dar início as discussões que vão nortear o Seminário Aguaí – Turismo sustentável em torno da reserva, que acontecerá nos dias 8 e 9 de agosto, nas dependências do Restaurante e Pousada Ghellere, em Siderópolis.

Segundo o coordenador do seminário, Paulo Cadallóra, as visitas feitas as comunidades pelos técnicos do Instituto detectaram que muitas iniciativas já em curso oportunizando a construção de um leque de ofertas aos futuros turistas. “O município de Siderópolis destaca-se por abrigar refúgios de montanha destinados a escaladores e montanhistas, isso deve se fortalecer já que uma das montanhas mais imponentes da região, o Morro da Mina é considerado até o momento a maior via para escalada em rocha de arenito do Brasil.”

Ele acrescenta que além desta potencialidade, as pousadas, parques com trilhas, rapel e tirolesa também compõe os atrativos e, claro, evidenciar o famoso Caminho dos Tropeiros que deverá ser estruturada para tornar-se efetivamente um produto turístico.

No município de Treviso, sua localização emoldurada pelos paredões da serra conta também com alambiques, pousada, produtos coloniais e até a construção de um futuro museu para manter viva a memória das 27 famílias que formaram a comunidade da Guanabara. Já no  município de Morro Grande e suas furnas traz consigo um pouco da história dos primeiros habitantes da região, os índios Xoklengs, além de belas cachoeiras e o incrível morro do Realengo.

Ao falar de Nova Veneza, destaca que já é um destino indutor do turismo da região com sua forte gastronomia e tradição de eventos culturais, além de contar com belas paisagens. A cidade de Bom Jardim da Serra abriga uma das mais belas escarpas de serras do Brasil acesso a parte superior do Caminho dos tropeiros, campos de altitude que compõe um cenário inesquecível. “Outro potencial  do município são os parques eólicos que tem despertado a curiosidade e visitação. Enfim, são inúmeras belezas naturais, empreendedorismo e preservação do meio ambiente envolvem o a reserva biológica do Aguaí que será debatido durante o seminário que pretende dar inicio aos trabalhos da futura rota em torno da reserva.”

Para o prefeito de Siderópolis, Helio Cesa, o Alemão, o objetivo principal do seminário é fomentar um olhar diferente no turismo. “Estamos começando a planejar uma forte gestão no Turismo mostrando as belezas naturais do município. Iremos resgatar as potencialidades da barragem do Rio São Bento, o Caminho dos Tropeiros. Siderópolis tem a costa da serra mais bonita do Brasil, com uma pedra de pico mais alto com 200 metros confirmado pela Associação dos Montanhistas (ASGEM) e muitos ainda desconhecem”.

Ele ressalta que somando com outros produtos e municípios integralizando iremos formar um grande potencial para fomentar o turismo. “Com o Ecoturismo vamos lançar uma nova sementinha e que no futuro se torne um grande potencial turístico e econômico para a região.” 

 

Palestras

Na programação de palestras temas como: “O que o Ecoturismo e Aventura podem fazer pela sua região?, por Gustavo Fraga Timo, de Belo Horizonte; “Conciliando Conservação e Desenvolvimento – Uma história de Sucesso de Bonito, em Mato Grosso do Sul, por Eduardo Folley Coelho, de Mato Grosso do Sul; “Gestão de Segurança para Atividades de Aventura”, por Ronaldo Franzen Nativo, do Paraná; “Estruturação da Rede de Cooperação do Pólo de Aventura da Serra Gaúcha, por Evandro Schütz, do Rio Grande do Sul.

 

Inscrições são gratuitas e devem ser feitas antecipadamente pelo e-mail rotasdoaguai@gmail.com ou pelo telefone (48) 3469-9107.

 

 

Colaboração: Cris Freitas - Foto: Paulo Cadallóra