Siderópolis irá passar a integralizar o Cirsures em 2014

30/09/2013 20:48

O município de Siderópolis foi aprovado a integrar o Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos Urbanos da Região Sul (Cirsures), durante uma reunião nesta segunda-feira, 30, com a presença do presidente do consórcio, o prefeito de Treviso, João Reus, o Juca e representantes das cidades que fazem parte da gestão consorciada do lixo. A integralização iniciará em 2014.

 

Após o encaminhamento do convênio para a aprovação na  Câmara de Vereadores de Siderópolis, os prefeitos de Treviso, Urussanga, Cocal do Sul, Urussanga, Morro da Fumaça e Orleans aprovaram a inserção de o município.

 

 O prefeito de Siderópolis, Helio Cesa, o Alemão agradeceu a aceitação do município no consórcio. “A solução do lixo adequada à gestão correta dos resíduos sólidos urbanos para os municípios é a forma consorciada. Siderópolis optou por integrar o Cirsures por ser uma referência do Sul do Brasil.  Outro fator importante a adesão ao consórcio é facilitar o acesso ao aterro pela proximidade, a redução de custos e a facilidade de buscar recursos a nível federal devido à forma de consórcio. Além da adequação ao atendimento da Lei Federal nº 12.305, de 2010”, comentou o chefe-do-executivo.

 

Para o prefeito de Treviso, Joao Reus, o Juca,a integralização de Siderópolis o consórcio ultrapassa a 100 mil habitantes. “Com população futura atendida pelo Cirsures para 105 mil habitantes, geração de 65 toneladas por dia de resíduos sólidos, a nossa forma de buscar recursos se torna diferenciada em todos os Ministérios. Siderópolis passará a agregar e abre oportunidades de aprovação de projetos na esfera federal”, pontou.

 

O gerente e Engenheiro Ambiental do Cirsures, Thiago Maragno Biava afirmou que toda a parte burocrática para a integração está aprovada para compor o consórcio. “A lei foi aprovada, a parte orçamentária para 2014 e o próximo passo é ratificar o estatuto com a entrada do município de Siderópolis”, afirmou.

Na oportunidade, o gerente e engenheiro Thiago, ainda apresentou os projetos futuros para o Cirsures como a redução de custos, a ampliação da coleta seletiva para todos os municípios consorciados que irá trazer melhorias e ampliação da Central de Triagem – Cooperamérica.

 

Siderópolis estará participando com os municípios de Treviso, Urussanga, Cocal, Lauro Muller, Morro da Fumaça e Orleans que já utilizam o aterro sanitário. Os representantes de Siderópolis já passam a integrar o Grupo de Trabalho (GT) a partir do próximo mês para acompanhar o desenvolvimento das ações do consórcio.

               

Colaboração: Cris Freitas

>SEGURANÇA

Pai leva filhos à morte atirando carro de precipício

  SET 2017 12h26   Um homem de 27 anos arremessou o...

Sala de aula da escola Sílvio Ferraro é alvo de vandalismo

Um incêndio, aparentemente provocado, queimou essa noite parte de uma sala de aula da...

Pelas placas, o Estado de Criciúma e o Estado de Siderópolis

    21 AGO 2017 18h04   A aula de Geografia...