Produtores de Siderópolis participam de reunião para a implantação de Cooperativa de Produção Agroindustrial Familiar

11/07/2013 18:43

 

Os produtores rurais de Siderópolis participaram da primeira reunião para discutir a formação da Cooperativa de Produção Agroindustrial Familiar do município, nas dependências do Centro Social Urbano. O principal objetivo da cooperativa é a permanência dos agricultores no campo, produzindo em suas unidades de trabalho dentro das normas sanitárias e legais, além de garantir a comercialização e criação de uma nova fonte de renda dentro da propriedade.

Segundo o coordenador o projeto de implantação da cooperativa, Jorge Olivo, o município de Siderópolis possui um grande potencial e variada produção agrícola oriunda da agricultura familiar. “Pensando nisso, o Governo Municipal identificou a necessidade de organizar e fortalecer ainda mais os nossos agricultores com a implantação de uma unidade cooperativista familiar. Os produtores terão a certificação de seus produtos, além da facilitação da documentação legal para a comercialização. Por isso, que a cooperativa precisa da parceria de vocês (produtores), da Epagri e da Secretaria de Agricultura para dar certo.”  

Para a extensionista do Escritório Regional da Epagri de Criciúma, Maristela Scarabelot, nesta primeira reunião a intenção é apresentar os primeiros passos da formação. “Para a criação de uma cooperativa é necessário a adesão de 20 associados, no mínimo e, que, 70% deles sejam agricultores. Siderópolis tem um grande potencial na cadeia leiteira, na produção de banana, nas hortaliças, na panificação, no artesanato, entre outros.”

Ela acrescenta que com a cooperativa, será possível viabilizar a comercialização dos produtos industrializados dos agricultores familiares. “Facilita a comercialização sem que eles necessitem montar uma empresa e com isso, percam a condição de agricultores e também os benefícios oferecidos pelo Governo Federal, como Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)”, finaliza.  

Para o vice-prefeito, Roni Remor, o Lilo, cooperar é agir de forma coletiva trabalhando junto em prol de um objetivo comum. “Eu e o Alemão estamos trabalhando para dar mais condições aos agricultores. Conseguimos cadastrar junto ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) - Conab um projeto no valor de R$ 245 mil para a compra de alimentos para a merenda escolar da agricultura familiar, beneficiando a 56 agricultores, através da Coofasul. Também fomos buscar junto a Secretaria de Estado da Agricultura mais um veículo para atendimento ao Pró-Leite, um trator agrícola, colheitadeira, bujão de sêmen e esterqueira. E tantas outras ações para beneficiar o nosso agricultor”, pontou.   

Participaram do evento, o presidente da Câmara de Vereadores, Romildo Soares, vereadores, os extensionistas da Epagri, José Nicolau, Edson Teixeira, o presidente da Coofasul, Tarcísio Godinho.

 

Reunião

Uma reunião será marcada na próxima semana com uma Comissão formada por representantes de alguns agricultores. O encontro tem o objetivo de discutir o estatuto, nominação e outros trâmites legais.

 

Agroponte

Ainda no encontro, o coordenador da Agroponte, Willi Backs, apresentou o evento e convidou os bananicultores do município a participar da Feira de Agronegocio e Agricultura Familiar, que acontecerá de 14 a 18 de Agosto, no Pavilhão José Ijair Conti. Na oportunidade, também acontecerá a Feira de Máquinas, Equipamentos e Tecnologia, a I Exposição Estadual de Animais e Seminários e Palestras Técnicas. Mais informações pelo telefone (48) 34370362.

 
Colaboração: Cris Freitas