Hospital São Marcos poderá receber pacientes de outros municípios

22/05/2013 19:31

O prefeito de Nova Veneza, Evandro Gava, e o vice, Zé Spilere, reuniram nesta quarta-feira (22) os prefeitos de Siderópolis, Hélio Cesa, e de Criciúma, Márcio Búrigo. Juntamente com a direção do Hospital São Marcos, eles apresentaram toda a estrutura de saúde com o objetivo de construir uma parceria para utilização dos municípios. Atualmente, apenas 30% dos leitos hospitalares estão sendo usados.

De acordo com a diretora geral do hospital, irmã Zélia Mendes, e o consultor técnico, Adjalma Mastella, o local tem condições para receber, além das internações, pequenas cirurgias e partos. “Nossa intenção, primeiramente, é fazer um levantamento das necessidades de cada município para que possamos avançar. Essa estrutura está ociosa, sendo que a demanda é grande na região e poderia ser concentrada aqui”, disse o prefeito Evandro Gava.

O prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo, sugeriu que neste primeiro momento fosse estudada uma forma de realizar mutirões de cirurgias eletivas. “Os hospitais de Criciúma estão funcionando na capacidade máxima, e essa possibilidade zeraria a fila. Ficamos tristes em ver toda essa estrutura parada, e por isso vamos buscar essa parceria, e agregar também o Governo do Estado”, afirmou.

Participaram também as secretárias de saúde de Nova Veneza, Santina Izé, de Siderópolis, Luana Bez, e de Criciúma, Geovania de Sá. Nos próximos dias elas estarão reunidas com a direção do hospital para avançar nas conversações. A idéia é agregar no consórcio também os municípios de Treviso e Forquilhinha. “Ficamos impressionados com a estrutura do Hospital São Marcos e temos muito interesse nesta união”, completou o Chefe do Executivo de Siderópolis.


Colaboração: João Manoel Neto