Ex-prefeito Guinga é condenado por improbidade administrativa

02/07/2013 20:05
 

A segunda Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça de Santa Catarina publicou, nesta segunda-feira, despacho dando conta da condenação, em primeiro grau, do ex-prefeito de Siderópolis, Douglas Guinga Warmling, por improbidade administrativa. Na sentença, ele perde os direitos políticos por cinco anos e é condenado a pagar uma multa de R$ 47.760, além de ter vedado o direito de contratar e receber benefícios do Poder Público.

Ouvido a respeito pela Rádio Som Maior, Guinga respondeu que esse processo se refere ao rompimento de um contrato de coleta de lixo em 2005, no início do seu primeiro mandato.

"O serviço vinha sendo mal prestado, alertamos o concessionário, ele não melhorou e daí resolvemos romper o contrato. A partir daí não fui mais uma pessoa bem quista do prestador de serviço", comentou o ex-prefeito. Na mesma época, a demissão de todos os cargos em comissão da Prefeitura tornou mais agudo o problema. "Muitos ex-CCs, revoltados com as demissões, deram depoimentos a favor do prestador do serviço de coleta de lixo, mesmo sem conhecimento de causa".

Warmling afirmou que sua defesa já está encaminhada, e acredita na reversão do punição no julgamento de segundo grau. O assunto será detalhado no Som Maior News Primeira Edição desta terça-feira, a partir das 7 horas.

 

Texto: Denis Luciano - Foto: Divulgação